Buscar

O que são produtos biodegradáveis e como eles auxiliam na preservação do meio ambiente?

Os produtos biodegradáveis são uma das soluções para auxiliarmos na preservação do meio ambiente


O que é um produto biodegradável? 

Um produto é classificado como biodegradável quando sua decomposição é rápida comparada aos produtos tradicionais. Além disso, ele precisa ser absorvido rapidamente pela natureza, gerando menos impactos ambientais. 

Geralmente, o resultado da decomposição desses produtos é a água, o material biológico e o dióxido de carbono (CO2). Outro ponto a ser considerado para que um produto seja biodegradável diz respeito à matéria-prima. Ele deve ser, em grande parte, vindo de produtos biológicos, como resíduos vegetais de cana-de-açúcar, soja e arroz. 


Qual a importância de se utilizar produtos biodegradáveis?


Cada vez mais se fala que devemos proteger e preservar o meio ambiente. Passamos anos usufruindo da terra, água e ar, e precisamos tratar com cuidado esses recursos naturais, para que eles permaneçam preservados. 

Afinal, estamos falando da nossa própria casa, do planeta Terra. Por isso, cada vez mais tem se falado em sustentabilidade, preservação ambiental e diminuição do desmatamento.

Os produtos biodegradáveis foram criados, justamente, para que haja uma diminuição da poluição. Então, faça a sua parte e comece a diminuir o consumo de produtos não biodegradáveis. Além disso, reduza sua produção de lixo. 

Isso por ser feito, comprando em mercados a granel, levando sua própria sacola de pano para o mercado, utilizando copos reutilizáveis, mesmo quando você vai ao bar ou bebe água na empresa, utilizando produtos de limpeza e de higiene biodegradáveis, entre outros.

Preservar o meio ambiente é dever de cada pessoa. Assim, contribuímos para que a fauna, a flora e os recursos naturais mantenham-se preservados.


Tipos de embalagem biodegradável

Embalagem de plástico PLA




O plástico PLA, ou melhor dizendo, plástico de poliácido láctico, é um plástico biodegradável que pode ser utilizado como embalagem alimentícia, cosmética, na produção de sacolas, garrafas, canetas, vidros, tampas, talheres, entre outros.


No processo de produção do plástico PLA, as bactérias produzem o ácido lático por meio do processo de fermentação de vegetais ricos em amido, como a beterraba, o milho e a mandioca.

Além biodegradável, a embalagem feita de plástico PLA é reciclável mecânica e quimicamente, biocompatível e bioabsorvível; é obtidas de fontes renováveis (vegetais); e, quando descartada corretamente, transforma-se em substâncias inofensivas porque é facilmente degradada pela água.

Quando pequenas quantidades do PLA passam da embalagem para os alimentos e acabam indo parar no organismo, não trazem danos à saúde, pois ele se converte em ácido lático, que é uma substância alimentar segura e naturalmente eliminada pelo corpo.


Embalagem de milho e bactérias

De acordo com um artigo de pesquisadores da Universidade de São Paulo e de pesquisadores do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), esse tipo de embalagem biodegradável é um plástico orgânico feito por meio da biossíntese de carboidratos da cana-de-açúcar, do milho, ou de óleos vegetais de soja e palma.

Assim como a embalagem biodegradável de PLA, a embalagem feita a partir do milho e da biossíntese pela bactérias é biocompatível (não promove reações tóxicas e imunológicas) e biodegradável. Entretanto, esse tipo de plástico não pode ser utilizado como embalagem alimentícia, pois pode contaminar alimentos. Outra desvantagem desse tipo de embalagem é que ela é, em média, 40% mais cara do que as embalagens convencionais. Para saber mais sobre esse tema dê uma olhada na matéria: "Bactérias + milho = plástico".



Embalagem de cogumelo